Sobre o HAPKIDO

PRINCIPAIS INSTITUIÇÕES MUNDIAIS

• Hoi Jeon Moo Sool (Arte Marcial Circular)
O Hoi Jeon Moo Sool é um estilo de Hapkido que foi fundado pelo Grão Mestre Myung Jae Ok (irmão gêmeo do Grão Mestre Myung Jae Nam – Fundador da IHF), focando suas técnicas para a circularidade. Suas movimentações suaves e contínuas foram estabelecidas a partir dos elementos Yu, Won e Wha, ou seja, Água, Círculo e Harmonia. Em conjunto, esses elementos contemplam ao praticante a elevação espiritual, bem como a progressão técnica. O conceito circular fez com que o Hoi Jeon Moo Sool desenvolvesse suas particularidades, bem como sua linha de desenvolvimento técnico como Hoi Jeon Moo Do (auto defesa), Jok Sool Do (chutes), Kum Sool Do (espada) e Bong Sool Do (bastões), elevando-se assim para uma nova arte marcial, independente do Hapkido.

• I.H.F. (International H.K.D. Federation)
Fundada pelo Grão Mestre Myung Jae Nam, teve como maior objetivo a união de todas as escolas e estilos de Hapkido coreanos por meio da simplificação das técnicas. O Kuksanim Myunga Jae Nam aprimorou as técnicas circulares do Hapkido, sendo influenciado pelo intercâmbio cultural que obteve ao treinar Aikido por volta de 1970. Esse aperfeiçoamento resultou em técnicas simples e evolutivas que poderiam ser praticados por qualquer praticante de Hapkido independente da escola ou estilo, fazendo assim com que o Hapkido pudesse ter uma identidade uniforme. Seu objetivo não foi alcançado devido às resistências dos outros estilos e escolas. Assim, em base nos seus objetivos e nas técnicas que desenvolveu, Myung Jae Nam fundou o Hankido, sendo essa uma arte marcial dedicada ao povo coreano e reconhecida pelo governo como patrimônio cultural. Após a formatação do Hankido, a nomenclatura da I.H.F. que significava International Hapkido Federation, passou a ser adotada como International H.K.D. Federation, onde em H.K.D. lê-se Hapkido Hankido Hankumdo. Hankumdo é uma outra formatação técnica desenvolvida pelo Kuksanim Myung Jae Nam para o desenvolvimento das técnicas com espadas. Essas técnicas usam as movimentações aprimoradas do Hankido somadas ao alfabeto do Hangul, que dão formas aos movimentos de ataques e defesas com a espada.

• International Hapkido Federation USA
Em meados de 1980, o Grão Mestre Bong Soo Han, discípulo direto de Yong Sul Choi, fundou a International Hapkido Federation USA fortalecendo ainda mais o seu vínculo com o ocidente. Han foi um dos alunos mais importantes de Choi, sendo detentor de estremo conhecimento técnico tornando-se então, referencia no que se diz respeito em Hapkido, principalmente no ocidente, sua escolha para a dedicação e difusão da arte marcial através da International Hapkido Federation USA. Essa federação é uma das mais importantes organizações que procuram manter o Hapkido em seus moldes tradicionais, mantendo o espírito marcial e filosófico em seus praticantes. Através dessa organização, muitas entidades militares e organizações especiais, como o FBI, adotaram em seus currículos o Hapkido como técnica de auto defesa.

• Jung Do Kwan – Hapkido Of The World (Doutrina do Caminho Correto)
Um estilo de Hapkido de linhagem Tradicional, tem suas origens na Coréia do Sul e propagou-se nas Américas por intermédio de um dos mais importantes representantes desse estilo, o Grão Mestre Park Sung Jae, hoje líder da Jung Do Kwan. Um estilo de Hapkido mais dinâmico e linear, busca desenvolver suas técnicas de modo mais certeiro e pontual. Em suas técnicas, podemos notar a manipulação de muitos pontos vitais, influência essa dos conhecimentos de Acupuntura e Ortopedia que o Grão Mestre Park adquiriu na Universidade de Kyung Hee.
O estilo Jung Do Kwan é um dos mais praticados e influentes no Brasil, pois foi uma das primeiras escolas a se estabelecer no país como entidade organizacional da arte do Hapkido. Os principais mestres brasileiros foram discípulos do Grão Mestre Park Sung Jae que em 1972 chegou no Brasil para fortalecer a difusão do Hapkido Jung Do Kwan.

• The World Kido Federation
Curiosamente, não é uma federação exclusiva de Hapkido e sim uma entidade que tem o objetivo de organizar e difundir as artes marciais coreanas mundo afora. Fundada e liderada pelo Grão Mestre In Sun Seo, um dos mais importantes artistas marciais coreano da atualidade, a TWKF (conhecida também como Kidohae) tem um papel importante na administração das artes marciais coreanas, pois atua diretamente com o governo na emissão de certificações e qualificações técnicas por todos os cantos do mundo. Sua presença no cenário do Hapkido não estipula técnicas ou estilos, mesmo tendo como fundador um dos principais mestres e discípulo de Yong Sul Choi. Atua muito mais no âmbito organizacional do Hapkido fora da Coréia, organizando eventos para uma melhor distribuição técnica e difusão de seus trabalhos.

• Korea Hapki Association – Han Kuk Hapki Hae
Após a dissolução da Korea Hapkido Association, o Mestre Myung Jae Nam, juntamente com alguns outros mestres , entre eles o Mestre Park Sung Jae, se organizam e formam essa nova organização , no início dos anos 70.
Essa que seria posteriormente reformulada pelo Mestre Myung Jae Nam , para a criação da International Hapkido Federation – I.H.F.

• Korea Hapkido Association
A primeira entidade oficial coreana a adotar o nome Hapkido como formatação de arte marcial. Fundada e idealizada pelos maiores mestres da época ligados a Yong Sul Choi, essa entidade teve a importante tarefa de apresentar o Hapkido para o seu país de origem. Em 1965, em sua concepção, liderada por Ji Han Jae e Kim Moo Wong foi responsável em mostrar as técnicas desenvolvidas por um grupo de mestres das artes marciais coreanas e a novidade apresentada por Yong Sul Choi. Nasce então, oficialmente o Hapkido como arte marcial coreana. Em 1973, passa a se chamar Republic Of Korea Hapkido Association.

• The Korea Hapkido Federation

Dissidente da Korea Hapkido Association, alcançou o grau de maior importância na divulgação do Hapkido pela Coréia e conseqüentemente pelo mundo. Tornou-se a federação mais popular de Hapkido e até hoje é a que tem o maior número de academias e conseqüentemente maior número de praticantes na Coréia do Sul. Tem a fama de tradicionalismo ao que se diz respeito na formatação do Hapkido, pois trabalha suas técnicas com fidelidade ao que foi concebido por Yong Sul Choi e seus discípulos. Sua dissidência confunde-se com a história da Korea Hapkido Association, pois na verdade essas duas organizações eram as mesmas e fundadas pelos mesmos mestres, sendo difundida quando a Republic Of Korea Hapkido Association foi fundada. Hoje, a TKHF é liderada pelo Grão Mestre Oh Se Lim.

• Sin Moo Hapkido (União da energia mental e física)
Foi a primeira academia a utilizar o nome Hapkido. Fundada por Ji Han Jae em 1957, que aprimorou suas técnicas de Yu Kwan Sool Hapki ensinadas pelo Grão Mestre Yong Sul Choi, foi responsável pela formatação literária do Hapkido. Foi nessa escola, idealizada por Ji Han Jae que o Hapkido nasceu. E partir daí, o desenvolvimento do Hapkido foi crescente com a influência de outros mestres nas organizações que viriam a surgir no futuro.
O Hapkido Sin Moo caracteriza-se muito com a aplicação dos chutes herdados do Taekyon – arte marcial tradicional que originou o Taekwondo. Com a união das técnicas de chutes, juntamente com as técnicas de imobilização e traumatismos do Yu Kwan Sool Hapki de Choi, surgia então uma arte marcial de extremo potencial técnico. Em 1969, Ji Han Jae viaja para os Estados Unidos a convite do governo americano para auxiliar na preparação de seus agentes especiais. Com isso, a América fica conhecendo o Sin Moo Hapkido que é apreciado até hoje por todos.

• World Hapkido Association
Tendo sua sede em Thousand Oaks, Califórnia – USA, foi fundada pelo ilustre Mestre Tae Jung, com a colaboração de seu Grão mestre Hwang In-Shik, considerado um dos mais talentosos mestres da antiga Korea Hapkido Association- K.H.A., atua no cenário do Hapkido desde sua concepção até as telas do cinema. Hoje a WHA , ainda é presidida pelo Mestre Tae Jung que reside nos Estados Unidos. A WHA tem uma grande influência na divulgação do Hapkido na América do Norte, organizando seminários e atuando diretamente com as forças armadas americanas. Possui uma reputação exemplar no que diz respeito à organização e tradições. Possui representantes pelo mundo todo nos quais desenvolvem um Hapkido de qualidade seguindo os critérios tradicionais de sua estruturação.

• World Hapkido Games Federation – WHGF
Essa federação foi criada para difundir o Hapkido independente dos estilos. Idealizada pelo mestre Han Jung-Doo, a WHGF organiza eventos pela Coréia e demais países a fim de abranger o intercâmbio técnico e cultural através de seminários, jogos, competições etc.. Com elaboração de conteúdos didáticos como livros e vídeos, a WHGF contribui com a formação cultural dos praticantes além dos tatames. O respeito por todos os estilos é o grande potencial dessa federação.

• The World Hapkido Federation
Sua história confunde-se com as demais entidades responsáveis pela formação do Hapkido. Também dissidente da Korea Hapkido Association, fundada inicialmente como Yun Mu Kwan pelo Grão Mestre Myung Kwang Sik e futuramente originou a The World Hapkido Federation nos Estados Unidos. Apresenta um Hapkido composto em técnicas abrangentes desde chutes até projeções, influências essas das artes do Tang Soo Do e Yudo, treinadas por Myung Kwang Sik. Mestre Myung faleceu em Julho de 2009.

• The Federation of Korea Hapkido – TFKH
Uma das mais novas instituições criadas em prol do Hapkido Tradicional.Dissidentes da Korea Hapkido Federation, A TFKH, é basicamente formada por antigos e renomados mestres da Jin Jung Kwan, escola muito conhecida no mundo todo pela sua qualidade em Hapkido.
Com uma ideologia arrojada, a entidade tem um projeto de construção de um Centro de Cultura e Treinamento , com alojamentos, áreas de lazer, bibliotecas, videotecas , nos moldes da Kukkiwon ( Sede do Taekwondo Mundial – W.T.F.).
Nesse projeto, consta também a criação da Universidade de Hapkido, com a intenção de formar Hapkidoistas, especializados em medicina oriental, ortopedia, fisiologia e etc.
Essa nova Federação , tem tudo, para daqui a muito pouco tempo ,se tornar uma referência mundial em qualidade de Hapkido.

FONTE: ARQUIVOS DA DIRETORIA CULTURAL DA LIGA NACIONAL DE HAPKIDO, GESTÃO 2008

HAPKIDO, escrito no alfabeto Hangul




Podemos afirmar com toda convicção, que o HAPKIDO é uma arte marcial de grande abrangência, já que enfoca várias técnicas, entre defesas de agarramentos diversos, projeções, saltos, quedas e rolamentos, chutes e socos, torções e imobilizações, defesa de ataques contra um ou mais oponentes, técnicas de solo, proteção de terceiros, técnicas de manejo de armas diversas e suas respectivas defesas (como bastões em diversos tamanhos, faca, espada, bengala, leque, toalha, corda, nunchaku, caneta, faixa, armas de fogo) estudos de pontos vitais, acupuntura, desenvolvimento de energia interior (Ki), fortalecimento muscular, e etc.

Parece muita coisa? De certa forma é, já que existem 3.876 golpes.


Por sua tradução podemos assim entender:

HAP – conjunto, harmonia;
KI – energia interior;
DO – caminho, doutrina, escola.

Nosso lema:

– Amar a Pátria
– Confraternização mútua
– Não recuar um só passo na luta
– Respeitar os pais
– Ajudar os fracos


Existem diversas versões com relação à verdadeira origem do Hapkido, de certo modo todas não fogem de uma mesma realidade.
Não é errado dizer que o Hapkido tem uma origem de 4.300 anos, mas na verdade ele se concretizou muitos anos depois após diversas invasões japonesas. É por isso que devemos começarmos o estudo desde aquela época, há aproximadamente 668 d.C., durante a unificação de três reinos “Kokuryo”, “Paekche” e “Shilla” sob comando da Rainha Chin Heung, que unificou os três reinos.

Uma época bárbara onde apenas sobreviviam os mais fortes e mais preparados, em guerras sangrentas entre povos vizinhos como os Mongóis e os Chineses. Para garantir a sobrevivência e a segurança da Rainha foi selecionado um pequeno exército de combatentes, homens fortes e de um grande conhecimento de técnicas milenares de defesa com mãos vazias e armas como lanças, espadas, montaria e outras técnicas, como a contenção de respiração por vários minutos e grande poder de concentração e controle do corpo, chamados Hwarangs.

Recebiam esse nome porque em fase de preparação, a maioria de seus ensinamentos foram no templo Budista Hwarang, onde além de aprenderem a dominar o corpo, aprendiam literatura, ética e filosofia. Essa técnica se desenvolveu por muitos anos se transformando no que conhecemos hoje como Hwarang-do, sendo a base inicial do desenvolvimento de todas as Artes Marciais Coreanas e principalmente o Hapkido atual.

Esses homens muito bem preparados defenderam o reino por muitos anos, de revoltas internas e inimigos externos, mas com o tempo, com certas mudanças no sistema político-cultural com a nova Dinastia “Yi” e o surgimento do Renascentismo (importante período para as artes e escritas). Trazido pelo povo europeu, essas técnicas marciais começaram a ser banidas da península coreana pelo próprio Reino coreano, por se tornarem banais perto da introdução da pólvora vinda da China. Com isso os Hwarangs e seus grandes Mestres acabaram sendo banidos para as montanhas em templos e ficaram por lá por muitos anos.

De 1567 a 1608, a Coréia sofreu duas grandes invasões do Japão, liderados pelo legendário Shogun Hideyoshi Toyotomi. A intenção do Japão era invadir a China, um país que lhes traziam grandes ameaças, devido ao seu tamanho potencial. Hideyoshi pede autorização ao Reino coreano para entrar em seu território e atacar a China, mas como a Coréia havia selado a paz e tinha boas relações com o país vizinho, não autorizou. Então em 24 de abril de 1592 o Japão invade a Coréia com 158.700 homens. A Coréia consegue resistir com a ajuda da China e seus Generais, mas na segunda invasão em 19 de março de 1597, a Coréia é minada e enfraquecida.

Nesse meio tempo o Rei Sonjo (Coréia) pede mais uma vez a ajuda de militares chineses e seus conselhos, entre eles haviam Mestres Shaolins como Niu Shu Zheng e Hei Hu Li. Esses generais sabiam que entre o exército coreano ainda se praticava o Tang Su (defesa com pés e mãos) e pediram a presença desses Mestres. Fizeram alguns desafios para se comparar as duas técnicas e a Arte Shaolin foi suprema. Com alguns conhecimentos chineses, alguns Mestres coreanos desenvolveram o Kwonbop Subak técnicas de agarramento e projeções. Depois da invasão, muitos desses Mestres foram levados em cativeiros no Japão.

“É importante notar que essas técnicas que foram desenvolvidas vãs aos poucos formando o conjunto do Hapkido”.

Em 1790 visto a vulnerabilidade da Coréia o Rei Chongjo da Dinastia “Li”, ordena o retorno dos Hwarangs de seus templos e pede a seus Mestres Lee Dok Um e Park Jae Ga, passarem todos os seus conhecimentos para quatro livros. O “Muye dobo tongji”, o primeiro livro fala sobre as técnicas de lança de bambu longa e curta; o segundo livro são técnicas de Kum ou Gum, espada com um só corte e com dois cortes; o terceiro livro trata-se da montaria com uso da espada o “Bong sul” e finalmente o quarto livro as técnicas Kwonbop Subak, citadas anteriormente.

Com isso a prática das Artes Marciais retorna a Coréia, sendo trabalhadas e desenvolvidas até o surgimento do Subak-do (Tipo de Judô, arremessos e chaves); o Tang Su (Bloqueios e ataques com as mãos e os pés) e Taekyun (Chutes altos e baixos – Base do Taekwondo) praticado desde a Dinastia “Yi”, sendo essas artes marciais originadas dos antigos Hwarangs.

Em 1963 esses seus alunos e outros como Joo Bang Lee, Kwang Wha Won, Hwang In- Shik, In Hyuk Suh e Hwang Ki fundaram em 1963 a Korea Hapkido, que mais tarde sob o comando de Ji Han Jae e Kim Moo Wong se tornou a Korea Hapkido Association – KHA.

Hoje em dia, existem várias ramificações e estilos oriundos desta associação e muitos desses Mestres fundaram seu próprio estilo, como Sin Moo Hapkido (Ji Han Jae), Kuk Sool Do (In Hyuk Suh), Tang Soo Do (Hwang Ki), Hwarang Do (Joo Bang Lee), Moo Sool Kwan Hapkido (Kwang Wha Won) que mais tarde se transformou no Hoi Jeon Moo Sool, criado por um dos alunos de Kwang, Mestre Myong Jae Ok.

É interessante saber que, a KHA manteve o Hapkido Tradicional e com o tempo foi desmembrada na Kido e na Korea Hapkido Federation. Mas devido à opinião difusa entre os dois irmãos “filhos” da KHA, Myong Jae Ok e Myong Jae Nan, fora desmembrada novamente na Internacional Hoi Jeon Moo Sool e na Internacional Hapkido Federation (Hapkido-Hankido-Hankundo). Nesse intermédio tivemos a fundação da World Hapkido Association, tendo como responsável o Grão-mestre Hwang In-Shik.


O Hapkido no Brasil


Alguns professores coreanos chegaram aos Estados Unidos no começo da década de 60 para ensinar o HAPKIDO, entre eles os Mestres Hwang In-Shik e Ji Han Jae, e na Austrália o Mestre Sung Soo Lee. Além deles, foram enviados pela Korea Hapkido Association quinze de seus membros a Guerra do Vietnã para uma demonstração a tropas coreanas, americanas e vietnamitas do sul, um deles foi o Mestre Jung Mam Kim, que então abriu as portas para o Ocidente.

No final da década de 60 chega ao Brasil o Mestre Lim, que se instalou na Bahia. Logo após, Mestre Kang Byung Hak chegou em São Paulo. Por não terem vindo oficialmente ao país, estes dois Mestres tiveram dificuldades de darem continuidade nos seus ensinamentos.

Em 1972 chega oficialmente em São Paulo o Mestre Park Sung Jae, mandado na época por um dos grandes lideres da Korea Hapkido Association, Grão Mestre Myung Kwang Sik, que comandava a sucursal Norte da KHA em Seul. Park veio representando o Hapkido Jung do Kwan, “Tradicional”, “mais próximo do Tang Soo Do”. Após a morte de seu antigo Mestre, Park se torna 9º Dan o grau mais elevado na América do Sul na época.

Apresentado por um grupo de Aikido, foi convidado especialmente para dar aulas ao Exército Brasileiro, tendo iniciado seu trabalho no 2o GCAM90 – Quitaúna. Alguns faixas-pretas formados nessa época continuam treinando, ensinando ou supervisionando o trabalho do Grão-mestre Park, como o Mestre Guilherme Cauzin, Ramos e o Mestre Marcílio Nogueira, hoje a frente da Associação Nacional de Hapkido Tradicional e da Liga Nacional de Hapkido. Mestre Park ainda teve passagem pelo Círculo Militar de São Paulo e várias academias na capital paulista, fundando a Associação Brasileira de Hapkido e a Federação Paulista de Hapkido.


A partir daí, pode-se dizer que o HAPKIDO no Brasil teve um grande e considerável crescimento, uma vez que os mestres formados deram continuidade ao ensino sério, visando a divulgação do HAPKIDO com ética, seriedade e honestidade.

Temos entre eles, o Grão Mestre Park Sung Jae, os mestres Marcílio Nogueira (1º faixa preta formado no Brasil), mestre Song Un Kim (atual presidente da Federação Paulista de HAPKIDO), mestre Guilherme Cauzin (pai do também mestre Charles Cauzin), mestre Raulfo Amorim, Mestre Carlos Ramos Filho, sendo estes os primeiros mestres formados no Brasil (em especial na cidade de São Paulo), de onde foram formados inúmeros outros faixas pretas, dando continuidade em nosso estilo.

10 comentários sobre “Sobre o HAPKIDO

  1. Por favor, vocês podem corregir o nome do mestre, Ranulfo Amorim que por muitos anos defendeu e divulgou o nome do HAPKIDO, e onde muitos dos nomes, praticantes e mestres começaram e treinaram, em sua academia por muito tempo, na Av. Dr. Arnaldo Sp., e hoje esquecido.

    • Salve, Marcio
      O mestre Ranulfo Amorim Bezerra foi um dos primeiros mestres formados pelo GM Park Sung Jae no Brasil, foi ex-presidente da Federação Paulista de Hapkido, treinando juntamente com os mestres Marcílio Nogueira, Song Un Kim, e meu mestre Guilherme Cauzin.
      Tive a honra de no 1º Dan treinar com ele e com seu saudoso filho, o Kiko (Marcos), os quais também fizeram a minha avaliação para faixa preta na famosa “Academia Central”, na Dr. Arnaldo.
      O mestre Ranulfo é uma pessoa muito querida dentro do Hapkido, tanto pela sua importância como pelo carinho com que desempenhava o papel de mestre.
      Infelizmente, não tenho o contato dele, mas quero deixar registrado aqui meu carinho e consideração por ele!
      Abraços a vc, e ao mestre Ranulfo!

  2. Eu fui colega do hoje Mestre Ramos em Quitaúna no 2. GCAN 90 AAE ano de 1971, tive aulas de Hapkido juntamente com ele, ministrada pelo Grão Mestre Park Sung Jae, gostaria de manter contato com ele, hoje resido em Brasilia. Por favor passe meu e-mail e aguardo esse favor. Já se foram 40 anos.

  3. Ficou muito bom mesmo.
    Gostei do Blog.
    Essa semana te envio algo sobre minha estadia na coreia.
    Precisamos desse tipo de trabalho para mostrar a seriedade do hapkido de verdade. Abraços.
    O recado anterior era para meu aluno, disconcidere.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s